Blog Casamundi

[mkdf_section_title title_text_transform=”capitalize” title_text_align=”center” title_size=”medium” title=”Os aromas da Provence” title_color=”#7b00e0″][mkdf_section_subtitle text_align=”center” text=”por Rachel Nora”]

Eu e meu marido, Alcides, viajamos sempre que o trabalho nos permite. Escolhemos este destino porque não conhecíamos ainda a Provence, uma região onde a natureza fala por si só. As lavandas são flores que sempre nos encantaram. Nada melhor do que conhecer seus campos na época que florescem, normalmente de junho a julho.

Partimos em junho deste ano para lá. Nosso plano de viagem incluiu parte da França e Mônaco. Começamos o roteiro por Nice, capital da Côte D’Azur. De lá, fomos rumo ao principado de Mônaco, pela estrada à beira mar.

Hoje em dia gostamos muito de viajar em grupo. Uma das vantagens é conhecermos pessoas interessantes e trocarmos experiências. Já fizemos grandes e queridos amigos assim. E desta vez, não foi diferente.

Sofremos um pouco com o maior calor das últimas décadas na Europa, mas curtimos muito as pequenas cidadelas de Plus Beaux Villages de France. Também nos encantamos com a perfumaria local, sua história e a gastronomia. E ainda conseguimos desfrutar as praias da Côte D’Azur, o azul intenso das águas e as belezas de Nice, Cannes, Antibes e Mônaco.

O interior da região também tem rios cristalinos e centrinhos que parecem de contos de fadas. Um exemplo de pura magia foi admirar a beleza serena de Ansouis, aldeia francesa, e a graciosa Saint Paul de Vince, com suas fontes e casarios cobertos de heras. Simplesmente deslumbrante.

Em Nice, caminhar pela Promenade deAnglais e curtir suas noites mornas e alegres faz a gente pensar como é bom viajar. O glamour de Cannes e o luxo estonteante dos cassinos de Mônaco também são uma experiência à parte. Assim como Valensole, GréouxlesBains e seus campos aquarelados do lilás ao roxo. Em AixenProvence, sur les terres (na terra) de Cézanne, vivemos um calor de 40 graus, compensados com um excelente sorvete, muita água e ótimo hotel.

Ah, ainda fomos a Cassis, que bela surpresa! Porto charmosíssimo, onde fizemos um divertido passeio de barco, momentos que renderam belíssimas imagens. E não posso deixar de falar em Marseille e sua magnífica la mer.

Mas o ponto alto da viagem foi a visita à exposição Carrières de Lumières, que acontece todos os anos no interior de antigas pedreiras (carrières) de calcário próximas à cidade de BauxdeProvence. Nesse tipo de mostra, imersiva e digital, imagens de obras do artista homenageado são projetadas nas paredes, pisos e tetos dos locais. E esta é a mais bela exposição de Van Gogh que vimos até hoje: um espetáculo de som e luz.

Também conhecemos L’IslesurlaSorgue, a bela Veneza Francesa, um encanto de cidade. E, pra fechar com chave de ouro, nos despedimos em alto estilo, em Paris.

[mkdf_image_gallery type=”image_grid” column_number=”2″ spacing=”medium” hover_click_action=”none” grayscale=”no” images=”29797,29798,29799,29800,29801,29802,29803,29804,29805,29806,29807,29808,29809″ image_size=”600×400″]
[mkdf_separator position=”center”]

Sempre que surge uma brecha na agenda de Rachel Nora e Alcides Brandalise Jr. para viajar, eles lembram da Casamundi. O próximo embarque é para a Holanda, onde visitam o filho e a nora. E entre os lugares que ainda querem conhecer estão os países escandinavos, além de Croácia e Montenegro.