55 51 3392-4283
| Borges de Medeiros 2500/1909 | Seg - Sex 9.00 - 18.00 |
Top
 

O distante e incrível Jalapão

Casamundi Turismo / O distante e incrível Jalapão

O distante e incrível Jalapão

por Diana Marchi

Em uma das viagens que fiz pela Casamundi formamos um grupo de “aventureiras” – mulheres que gostam de conhecer lugares pitorescos – com atrativos naturais, distantes (ou não) das grandes metrópoles. Daí surgiu a oportunidade dessa viagem com algumas das parceiras ao estado do Tocantins para conhecer o distante Jalapão.

Com uma área de aproximadamente 160 mil hectares, o parque estadual do Jalapão é imenso. A vegetação de cerrado ralo e a de campo limpo com veredas constituem uma região árida cortada por rios, riachos e ribeirões de água límpida e transparente que nos brindam com pequenos oásis. Distante de centros metropolitanos, este ambiente agreste, inóspito e encantador é pouco divulgado e conhecido. Se não fosse este convite e parceria, nunca teria conhecido o Jalapão.

É possível fazer vários passeios incríveis. O Fervedouro do Soninho – poço de água nascente cercado por bananeiras, com fundo de areia branca – no qual é possível flutuar, surpreende. É um misto de diversão, encantamento,  introspecção e silêncio.

A Parada no Cânion de Suçuapara, com suas águas que escorrem por uma fenda entre as rochas foi realmente um momento refrescante em meio à aridez do cerrado.

A Canoagem no Rio Novo é uma aventura hilariante. A descida de caiaque por esse rio de águas puras e cristalinas foi surpreendente! Muita risada, num grupo majoritariamente feminino, que desconhecia a sua autossuficiência para um esporte como esse.

O pôr do sol nas Dunas do Jalapão, cercadas por imensos Chapadões, é inesquecível.

A Cachoeira da Formiga – queda d´água que forma uma piscina natural de águas verde-esmeralda cristalinas é muito refrescante.

As instalações do acampamento no Safari Camp Korubo e os cuidados dos trabalhadores nativos (comunidade dos Mumbucas – ex-escravos fugidos da Bahia) foram realmente algo muito especial, porque permitiu que descansássemos entre os passeios que eram de pura aventura e muita adrenalina. Esse carinho e as barracas sempre impecáveis, foram a cereja do bolo!

Foi uma viagem de total descontração, o que possibilitou novas amizades e parcerias que permanecem e se fortalecem até hoje. Foi importante ter o transporte planejado pois os atrativos são belos e distantes entre si, necessitando de longas jornadas e condições peculiares da viagem, como os deslocamentos em estradas e trilhas de terra, realizadas em caminhões 4×4. A distância aproxima e nos permitiu cultivar o companheirismo, a amizade e o espírito aventureiro. O clima de deserto também foi um convite para observar a natureza e curtir o silêncio. Sempre, ao final de cada trilha, um lanche caprichado feito com produtos locais e muito carinho nos aguardava.

É sempre importante manter a mente aberta para novas experiências, pois há insetos e calor. Tudo perfeitamente contornável se tiver bom humor.

O Jalapão é um pedaço desse país lindo, preservado, natural e com uma população fantástica, acolhedora e cheia de história. Deveria ser destino obrigatório para todas as pessoas que têm algum interesse no Brasil, na sua constituição humana e geológica.

Diana é professora, fotógrafa e adora uma aventura. Viaja pelo menos duas vezes ao ano e com a Casamundi já conheceu o Japão, México, Bonito, Pantanal e o Atacama.