55 51 3392-4283
| Borges de Medeiros 2500/1909 | Seg - Sex 9.00 - 18.00 |
Top
 
Casamundi Turismo / Leste do Canadá

Leste do Canadá

por Chay Amorim

Alguns anos atrás tive a oportunidade de fazer um curso de inglês em Vancouver, na costa oeste do Canadá e adorei a cidade, super democrática e cosmopolita, mas com astral de cidade pequena. Desde então estava nos meus planos conhecer a costa leste. Sendo assim, esse ano meu marido e eu fomos visitar Toronto, Ottawa, Quebec e Montreal. Foram dez dias de férias fazendo tudo ao nosso ritmo, afinal o tempo despendido em cada cidade seria ideal para conhecer as principais atrações sem correria.

Privilegiei hotéis bem localizados, pois nosso desejo era percorrer a pé o máximo de lugares possível. E entre as cidades nosso deslocamento foi de trem, o que recomendo muito para quem não gosta tanto de dirigir como nós, e para evitar um pouco os aeroportos.

Toronto me surpreendeu pelos arranha-céus de vidro e pela quantidade de novos prédios sendo construídos. Era possível ver uma grua gigante a cada três ou quatro quarteirões. É nítido o crescimento vertical da cidade. Queríamos aproveitar os espaços abertos, curtir a temperatura agradável de setembro, por isso não visitamos muitos museus. Percorremos várias ruas da cidade, entre elas a famosa Yonge-Dundas Square, que lembra muito a Times Square em Nova Iorque, local ideal para compras. Toronto Island é uma delícia, pegar o ferry e passear por lá é imperdível. Alugue uma bicicleta e divirta-se.

Ottawa é a capital. Contrastando entre o antigo e o moderno, a cidade é pequena, mas tem muito a oferecer. A Colina do Parlamento foi a primeira atração da lista, até porque nosso hotel era bem pertinho. Ficamos no Fairmont Chateau Larier, uma das atrações turísticas da cidade bem ao lado do Canal Rideau. Visitamos o National Gallery of Canada, maior galeria de arte do país. Passeamos pelo ByWard Market e comemos o famoso Beaver Tail, doce em forma de cauda de castor. Escolha seu recheio e aproveite.

Quebec foi a cereja do bolo, delícia de cidade, muito turística, claro, mas uma graça. Percorrer as ruelas da Quebec Antiga, entrar e sair das inúmeras galerias de arte, comer e beber bem, conversar com os locais em inglês ou francês (essa última ainda não foi possível hehe, só ouvir), visitar o Chateau Frontenac, enfim, foi tudo muito agradável.

Montreal me surpreendeu, pois é a maior cidade da Província de Quebec, mas manteve o centro histórico (Old Montreal) preservado, coisa que não vemos em Toronto. Imperdível a visita a Catedral de Notre Dame e ao Porto Velho de Montreal. Percorra o RÉSO, um dos maiores complexos subterrâneos do mundo, principalmente se o clima não estiver muito bom. Caso contrário, aproveite o dia no Parque Mont Royal e no Jardim Botânico, junto ao Complexo Olímpico e Biodôme.

É muito comum nos identificarmos e nos posicionarmos a favor dos Estados Unidos ou da Europa em geral. O Canadá está entre os destinos do meio termo, alguns gostam, inclusive, a ponto de se mudarem para lá, outros não veem graça. Abra-se para as possibilidades que cada destino oferece, essa é a minha dica. Bon Voyage!

Chay atua em atendimento a empresas, elaboração de roteiros e organização de eventos. É bacharel em Turismo pela PUCRS, pós-graduada em Marketing e Gestão Empresarial pela FGV-RS. Viajar, claro, está entre suas prioridades, tendo estado na Índia, EUA, Polônia, África do Sul, Japão, Nova Zelândia, dentre outros destinos.